"Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt) está em uma reunião com seu chefe, Vance (Clark Gregg), quando ele apresenta sua nova assistente, Summer Finn (Zooey Deschanel). Tom logo fica impressionado com sua beleza, o que faz com que tente, nas duas semanas seguintes, realizar algum tipo de contato. Sua grande chance surge quando seu melhor amigo o convida a ir em um karaokê, onde os colegas de trabalho costumam ir. Lá Tom encontra Summer. Eles também cantam e conversam sobre o amor, dando início a um relacionamento."
Quando criança Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt) acreditava em coisas como alma gêmea, destino, amor verdadeiro e no "felizes para sempre". E mesmo adulto ele ainda colocava fé em suas crenças, enquanto aguardava ansiosamente pelo dia em que a sua "the one" iria aparecer. Era apenas uma questão de tempo. E quando ele coloca os olhos em Summer Finn (Zooey Deschanel), durante uma reunião de trabalho, ele está quase certo de que ela é a mulher certa para ele, a pessoa pela qual ele estava buscando durante toda sua vida.

Contudo, Summer era o oposto de Tom. Como seus pais tinham se separado quando era apenas uma criança, ela nunca acreditou nessa história de encontrar o amor verdadeiro, muito menos que as coisas acontecem por conta do destino. Nesse sentindo ela podia ser considerada como alguém bem cética. De qualquer modo, Summer podia ser considerado como um verdadeiro espírito livre, fazendo o que bem entendesse.
Demora alguns dias para que Tom consiga se aproximar da mulher, e não demora para descobrir que os dois possuem gostos bem parecidos. Isso é o suficiente para convencê-lo de que Summer é sua alma gêmea, a mulher ideal para ele. Dessa forma, Tom bola passo a passo como irá fazer para conquistar Summer, e mesmo que os dois  funcionem durante um tempo não há garantias de que eles possam dar certo a longo prazo, pois existem grandes diferenças entre os dois. Enquanto Tom sonha com um relacionamento sério, Summer não está à procura de um namoro.

Já tinha ouvi falar bastante do filme, de modo que estava com grandes expectativas em relação ao (500) Dias com Ela. Desde o início fica claro que não se trata de uma história de amor, que não tem um final "feliz", pelo menos não para Summer e Tom como casal. Apesar de terem gostos parecidos, eles possuem objetivos diferentes o que dificulta o relacionamento. A história do filme é como a vida, nem sempre duas pessoas que gostam das mesmas coisas estão destinadas a ficarem juntas.

Ao longo da trama acabei ficando profundamente irritada com o Tom, ele não consegue aceitar o fato de Summer não querer ficar com ele. Antes do término ele vivia citando todas as qualidades que adorava nela: o seu modo de pensar,  seu sorriso, a marca de nascença em formato de coração em seu pescoço, a risada dela... Porém, após o término tudo que ele amava nela passou a ser completamente irritante e defeituoso. Ele passa dias se lamentando e chorando, definitivamente, estava no fundo do poço. É como se ele não conseguisse superar o fato de que Summer não o amava, que não queria ter nada sério com ele — desde o início ela sempre deixou claro que eles apenas estavam ficando, de que não tinham nada sério ou duradouro entre eles.
E o tempo que eles passaram juntos foi narrado pela visão de Tom, sem seguir uma ordem cronológica certa, se alternando entre momentos bons e ruins. E mesmo que não tenham terminado juntos, tanto Summer quando Tom conseguiram correr atrás de sua própria felicidade. Ela seguiu com a sua própria vida, enquanto ele largou o seu emprego para poder se dedicar à sua verdadeira paixão: arquitetura.

Uma coisa que eu gostei de "(500) Dias com Ela", é que o filme está longe de clichês. Ele foge da ideia de que para um final feliz o casal deve terminar junto, muito pelo contrário. Tanto é que Summer e Tom conseguiram encontrar a felicidade, o que procurava, quando estavam separados. A fotografia e a trilha sonora também foram impecáveis!

E outra coisa que eu reparei é que muitas pessoas não gostam da Summer pelo fato dela não ter ficado com o Tom, por fazê-lo sofrer por amor. Eu discordo disso, pois ela não tinha nenhuma obrigação de amá-lo na mesma intensidade em que era amada, ela não era obrigada a ficar com o Tom apenas para que ele ficasse feliz, sem contar que desde o início ela sempre foi bem clara com as suas intenções.

Ficha Técnica

  • Título: (500) Dias com Ela
  • Direção: Marc Webb
  • Duração: 1h36min
  • Gênero: Comédia, Romance, Drama
  • Elenco: Joseph Gordon-Levitt, Zooey Deschanel, Geoffrey Arend, Chloë Grace Moretz, Clark Gregg, Minka Kelly, Rachel Boston e Patricia Belcher       

Curiosidades:

  • Originalmente, os personagens do filme viveriam na cidade de São Francisco.
  • Este é o 2º filme em que Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel atuam juntos. O anterior foi Maníaco (2001).
  • A cor azul foi escolhida para a composição do filme para destacar os olhos de Zooey Deschanel.
  • As telas que apresentam a contagem dos dias do relacionamento de Summer e Tom evidenciam a situação do casal. Nos dias em que tudo está bem, as cores são mais claras, e, quando os dias estão ruins, as cores ficam mais escuras
  • Uma cópia do primeiro álbum lançado por Morrisey, "Viva Hate", pode ser visto nos quartos de infância de Tom e Summer.


Um Comentário

  1. amo esse filme. é um dos meus preferidos <3
    https://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir